bitREVIEW – Amnesia: A Machine for Pigs

bitreview amnesia a machine for pigs banner

Amnesia: A Machine for Pigs é a sequência de Amnesia: The Dark Descent. Seu sucessor foi muito bem recebido e tido como um ótimo jogo de horror, sendo assim muitas pessoas esperavam muito do novo lançamento. Dessa vez a Frictional Games, responsável pelo primeiro game, ficou somente como produtora deixando o trabalho nas mãos da desenvolvedora iniciante The Chinese Room, que até o momento só tinha no currículo o jogo Dear Esther com foco todo na narrativa, onde jogador apenas caminhava pela história, algo que popularmente muitos apelidaram de ‘Walking Simulator’. Exatamente por esse estilo da nova desenvolvedora não parecer se encaixar com o adotado pelo primeiro game, muitos jogadores ficaram apreensivos com o que poderia acontecer. Então, vejamos se as preocupações foram justificadas ou não.
machine for pigs 1

Jogabilidade: Nesse aspecto o jogo mudou um pouco. Ainda podemos abrir portas, gavetas, pegar objetos e tudo o mais com movimentos do mouse ou dos sticks nos controles. Entretanto as outras mecânicas estão diferentes, e isso é percebido logo de cara. Não existe mais um inventário ou gestão de recursos, sua lanterna não exige mais a utilização de óleo para mante-la acesa, até a querida barra de sanidade se foi. Mas mesmo perdendo esses conceitos que todos gostavam no primeiro jogo, temos uma história mais direta e que não sofre pausas para procurar por itens ou passar horas se escondendo. Nessa versão nossa principal preocupação é tentar desvendar os acontecimentos da trama e desviar de um inimigo ou outro em certos momentos e as partes com quebra-cabeças é que acabam atrapalhando nosso progresso nesse caso.

Trilha Sonora:  As músicas, bem colocadas, são ótimas para a ambientação e tensão. Os vários diários de áudio, além de apresentar mais informação sobre a trama, têm detalhes, como o filtro de áudio antigo, que deixam tudo ainda mais bacana e ainda temos sons de maquinários e ruídos espalhados pelo ambiente ao nosso redor. Os inimigos ainda continuam sendo assustadores no quesito som. Você vai sentir aquela friozinho na espinha sempre que ouvir os guinchos medonhos feitos pelas criaturas que ainda estão escondidas no escuro.

machine for pigs 2

Gráficos:  O jogo é bonito e as escolhas feitas no design são bem interessantes e dão a sensação desejada de terror. O ambientes que visitamos deixam no ar aquela dúvida se devemos ou não seguir por determinado caminho. Então, nesse quesito o game foi muito bem apresentado, pecando apenas na escolha de mostrar os inimigos do jogo de forma exagerada mais próximo ao fim do jogo e até nos deixando dar uma boa olhada em um deles em certa parte, o que acaba tirando um pouco do medo causado pelas criaturas.

Prós:

  • Trilha sonora é o ponto alto;
  • Narrativa bem trabalhada e apresentada;

Contras:

  • Não é o terror que todos esperavam da série;
  • Mecânicas de gameplay antes presentes foram deixadas de lado.

 

Conclusão:  O jogo é bom sim. Ele tem o que é preciso em um jogo do gênero e apresenta uma história que vai te deixar curioso e assustado ao mesmo tempo. O maior problema foi o monstro da expectativa. Carregando o nome Amnesia ele foi, com razão, comparado ao game anterior e sofreu críticas negativas exatamente por isso. Se o game fosse apenas A Machine For Pigs, ele ainda teria reconhecimento e poderia até ser melhor aceito.

Nota: 8,0

Anúncios

Publicado em 13/04/2016, em bitREVIEW. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: