bitREVIEW – The Magic Circle: Gold Edition

bitreview-the magic circle-banner

Um obliterante épico em 1ª pessoa. Uma jornada singular a 20 anos em desenvolvimento. Ishmael Gilder, a.k.a. STARFATHER, uma lenda viva do design de games – trás até você uma maravilha tecnológica em uma reeimaginação em 4Da da clássica aventura de texto que maravilhou o mundo… só que não. Isso é a falsa brincadeira que o jogo faz de si mesmo. Na realidade The Magic Circle foi desenvolvido por Stephen Alexander, Kain Shin and Jordan Thomas, que anteriormente trabalharam em Bioshock e Dishonored. De acordo com os créditos, eles foram auxiliados por Steve Pardo(Harmonix) que foi responsável pela trilha original do jogo, e Patrick Balthrop, que foi o engenheiro de som. O game conta com as vozes de James Urbaniak, Ashly Burch, Karen Dyer, e Stephen Russel e teve uma versão em acesso antecipado no Steam em Maio de 2015 e seu lançamento definitivo um mês depois.

História: Nessa comédia obscura, você é o herói de um jogo de fantasia inacabado, e os designers falharam com você. Tendo roubado o poder do Deus do Jogo, você vai prender suas criações, trocar comportamentos e partes do corpo, construindo suas próprias soluções para os quebra cabeças pelo cominho. Você é capaz de lançar um game… de dentro para fora?

Themc2

Jogabilidade:  Começamos sem habilidade alguma e logo após os eventos de introdução adquirimos o poder de mudar as coisas ao nosso redor, com uma pequena ajuda de um estranho programa. Com um botão podemos paralisar um inimigo e fuçar no seu código fonte tornando-o nosso aliado ou apenas desligar sua vontade de nos matar. Podemos alterar partes de seus corpos por outras que adquirimos, faça o seu rato de esgoto ter asas como um helicóptero ou transforme uma simples pedra em uma plataforma de teletransporte, retire o raio da morte de um robô e coloque no ombro de um zumbi e veja o que acontece. Tudo isso é possível com o sistema de puzzle livre presente no jogo onde temos várias soluções para vários problemas e tudo só depende apenas da criatividade para superar obstáculos. Fora nossa habilidade de hackear o jogo passamos um bom tempo explorando as seções quebradas que os designers foram largando pelo caminho no meio da produção mudando entre um tema espacial tecnológico e uma fantasia mítica. Também não existem chefões, combates super trabalhados ou tiroteio aqui, o jogador deve somente encontrar formas de seguir em frente usando o que estiver ao seu alcance.

Trilha Sonora: Durante o game prevalece o som ambiente. Por ser um história sobre um jogo inacabado, várias seções do game são preenchidas somente por sons do ambiente e uma trilha musical bem tranquila que se repete ao longo da aventura.

Themc

Gráficos: São todos feitos com a técnica de Cel Shading e, na maior parte do tempo, as cores são preto no branco. Alguns cenários são totalmente coloridos e o jogador assim como os inimigos também apresentam uma paleta mais variada. Não são gráficos de encher os olhos, mas levando-se em conta a história do game, eles condizem com todo o resto e servem para a ambientação do mesmo.

Prós:

  • Boas mecânicas de quebra cabeças;
  • O jogo faz uma crítica bem pensada;

Contras:

  • Alguns bugs aqui e ali;
  • O ritmo de jogo é um tanto lento.

Conclusão: The Magic Circle possui uma história interessante com jogabilidade diferenciada. Não é um trabalho perfeito que agradará a todos, mas tem seu charme e faz uma crítica bem colocada a indústria de games e aos fãs, e no que nos tornamos. É uma boa pedida para quem quer tentar algo diferente e não liga muito para o convencional.

Nota: 7,5

Anúncios

Publicado em 27/07/2016, em bitREVIEW. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: